Keblinger

Keblinger

Descubra aquilo que não foi dito.

23 março 2010
A comunicação é um fator fundamental para o sucesso de qualquer profissional, quando falo em comunicação não estou me referindo somente ao que é dito verbalmente.

Existe uma linguagem silenciosa que é muito mais interessante de observar, e muito mais relevante para o sucesso profissional.
A linguagem não-verbal trata do como foi dito, que gestos foram usados ao dizer as palavras, qual o a posição corporal quando as coisas foram faladas, etc O comportamento não-verbal segundo pesquisas representa 80% da comunicação, o que é falado apenas 20%. Já deu para perceber a importância.

Para entender as entrelinhas da comunicação não-verbal é necessário um pouco de preparo e sentido de observação. A linguagem corporal diz muito mais coisas sobre a pessoa com quem você está dialogando, do que as palavras que ela fala.

Antes de continuarmos, faça uma análise da foto. O primeiro ministro de Israel e o ministro da Autoridade Palestina celebram um acordo alguns anos atrás. Veja se você consegue descobrir (sem olhar a análise) alguma informação não-verbal sobre o desenrolar da reunião.
Foi difícil? Como eu falei, analisar o comportamento não-verbal requer preparo e observação. Analizando a foto encontramos pelo menos seis indicadores não-verbais, que contradizem o clima de acordo positivo que a foto tenta passar.

1º - O Ministro Palestino é forçado a inclinar-se para poder cumprimentar o Ministro de Israel. forçando um comportamento de submissão.

2º - O Ministro de Israel por outro lado tem uma postura mais ereta, não se deslocando para frente, com isso força o Ministro Palestino a vir até ele em uma clara demonstração de poder.

3º - O Ministro Palestino está sorrindo de maneira natural, sinal de satisfação com alguma coisa que ocorreu durante o encontro.

4º - O Ministro de Israel está sorrindo de maneira forçada, sinal de insatisfação ou raiva.

5º - A mão esquerda do Ministro de Israel está apoiada sobre a mesa em forma de punho fechado, indicando uma possível raiva com o encontro ou discordância com o resultado.

6º - A pesar do aperto de mão entre os dois indicar um acordo, este cumprimento pode ser apenas um ato formal para fotos, outros sinais indicam o inverso. Observa-se neste cumprimento que o Ministro de Israel não se deslocou na direção do Ministro Palestino, limitando-se a estender a mão e esperar que o mesmo venha até ele. Sinalização de força.

A análise foi feita em cima de uma foto, um momento estático. Caso estivéssemos presentes na reunião teríamos muito mais pontos a observar e concluir. Teríamos todo o dinamismo dos debates. Muitas outras observações não-verbais apareceriam, permitindo avaliar dentro do contexto e do momento, quais as intenções dos participantes.


Caminhando um pouco mais no tema.

Imagine a cena: mãos estendidas, com as palmas para cima. Você acha que elas podem significar um pedido de "me dá isto, venha comigo" ou coisa do gênero? É claro que sim!

Em uma conversa as pessoas podem falar uma coisa e pensar outra; podem contar algo e você pode não conseguir definir se realmente isto é mentira ou verdade. Saiba que o corpo não mente! As pessoas podem mentir, mas o corpo não.

Uma pessoa com o rosto abaixado passa qual imagem? De submissão é claro! Mesmo que seu discurso seja de poder, seu corpo revela o contrário. O inverso também é verdadeiro, aquela pessoa que apresenta o rosto levantado transmite superioridade e domínio, mesmo é falando que é simples ou iguala a todo mundo.

Imagine uma situação onde a pessoa se sente ameaçada, por exemplo, ela pode simular uma tosse e colocar a mão na boca, puxar com insistência o colarinho da camisa e até gesticular as mãos de forma desordenada, demonstrando seu desconforto com a situação.

Você já conversou com alguém que fica balançando os pés no chão com freqüência, o que acha que passa pela cabeça dela, irritação, pressa, ansiedade.

Quando uma pessoa está sentada e inclinada para trás, qual o estado de espírito da pessoa? Acertou, ela pode estar relaxada, descansada ou confortável com a situação.

Estas foram apenas algumas informações superficiais sobre o assunto. Estou terminando um workshop sobre este tema que divulgarei brevemente. Quero salientar neste post, a importância do profissional saber decifrar os sinais não-verbais do outro, isso vai ajudá-lo a fechar um negócio, chegar a um acordo, compreender o momento certo, identificar situações e até saber se o outro está blefando.

Um alerta. Tudo que você pode ler no outro ele também pode ler em você.

0 comentários:

 

RESISTÊNCIA A MUDANÇAS - O FOGO.

RESISTÊNCIA A MUDANÇAS - A RODA.

CONVERSAR ON-LINE

RESISTÊNCIA A MUDANÇAS - O 1º PASSO É SEU.

RECEBA BOX H NO SEU E-MAIL.

Copyright 2008-2012 © HOME I Homero Fischer All Rights Reserved • Design by Dzignine