Keblinger

Keblinger

Aprendendo com a Apple.

08 abril 2010
Conforme prometido, segue as lições da Apple que podem ser adotadas por qualquer empresa.

Só por curiosidade, no primeiro dia de lançamento do iPAD (03/04/2010), foram vendidas 300 mil unidades do tablet, as previsões dos especialistas é que as vendas do iPad, poderão alcançar a marca de 5 milhões de unidades no período de um ano.

Voltando as lições da APPLE:

1ª Transforme Clientes em Fãs.

Muitas empresas falam da importância dos clientes, mas na prática pouquíssimas realmente praticam está lição. Na Apple o cliente é a primeira, segunda e a terceira prioridade. O que a Apple faz de diferente é ver o que o consumidor vai querer, não hoje, e sim no futuro, então cria um produto que vai satisfazer esta necessidade. Outro ponto é o apoio ao cliente, em uma Apple store qualquer pessoa pode ver; experimentar e tirar dúvidas sobre os produtos, sempre tem uma equipe super preparada para dar informações, e não é preciso comprar nada.

2ª Mantenha as coisas simples e bonitas.

Quem compra um computador Apple, não está comprando um equipamento e sim uma peça de designer que pode ser colocada na sala de visita. Para isto acontecer os produtos e serviços seguem três pilares: atender uma necessidade real do cliente, ser inovador e fácil de entender e usar.

3ª Aposte suas fichas em produtos e serviços revolucionários.

Não adianta atirar para todos os lados, atire menos, mas na mosca. A Apple lança muito menos produtos que seus concorrentes, só que quando lança, revoluciona o mercado. Gaste mais tempo pesquisando, pensando e planejando antes de fazer qualquer coisa. É mais ou menos como um atirador de elite, ele gasta um tempo enorme se preparando antes de atirar, e quando atira é certeiro. Foco é a chave, não da para ser bom em tudo, então focalize onde você pode revolucionar e ser o melhor.

4ª Descubra novas maneiras de fazer as coisas, sem reinventar a roda novamente.

Nem todas as inovações que a Apple apresenta em seus produtos foram inventadas por ela, muitas foram criadas por outras empresas. O que a Apple faz é juntar muitas destas coisas criadas por outros dando seu toque pessoal; que é a simplicidade, funcionalidade e beleza (lição 2). Ter a mente aberta, para enxergar novas oportunidades é fator fundamental para aplicar está lição. Exemplo: Se uma imobiliária criar um produto que junte a venda do imóvel, mais o serviço de despachante para a documentação, mais o serviço de mudança ou decoração, com certeza teria algo muito mais revolucionário a oferecer, sem ter que reinventar a roda.

5ª Crie uma blindagem contra a concorrência.

A receita da Apple para isso é sempre estar de olho no que a concorrência está fazendo, trabalhar com fornecedores exclusivos, ter pessoal de primeira, bem pago, que admira a empresa onde trabalha, além de, ter um controle eficaz sobre as informações que saem da empresa; seus produtos são até copiados, porém com resultados muito aquém. Estar preparado para qualquer ataque da concorrência, pode evitar que a sua empresa e suas vendas caiam drasticamente. Mesmo que o conceito de blindar a empresa pareça óbvio, poucas empresas estão realmente preparadas para enfrentar os competidores, a maioria das empresas simplesmente torce para que as coisas melhorem, ficam somente olhando para o umbigo, sem se preocupar com os concorrentes.

6ª Olhe para o futuro e reinvente seu negócio do zero.

A empresa que não tiver capacidade de perceber novas tendências, ue surgem vai perder terreno e ficar para trás. A Apple embora tenha uma filosofia de atuação central, já se reinventou várias vezes. O sucesso de hoje não garante o sucesso de amanhã, as necessidades dos clientes mudam, o mercado muda, as pessoas mudam constantemente, ficar na velha formula desgastada é o princípio do fim. Se a empresa está tendo sucesso hoje, aproveitar este momento para reinventar a forma de atuação é a garantia do sucesso de amanhã. É começar uma nova empresa dentro da atual empresa, está nova empresa é a continuidade do sucesso.

7ª Tenha alguém que seja a cara da empresa junto ao mercado.

Ter uma pessoa que seja a cara da empresa quando se comunica com o mercado, um bom garoto-propaganda da empresa. Não dá para falar da Apple sem pensar no Steve Jobs. Há outras empresas de sucesso que tem seu garoto-propaganda, o Silvio Santos é o Baú da Felicidade, o ator Carlinhos Moreno é a Bombril, o Vitasay é o Pelé. Não é possível deixar de associar a empresa sem lembrar o seu garoto-propaganda e vice-verso. Porque isto é importante? Clientes são pessoas, e pessoas gostam e confiam quando podem interagir com outra pessoa. Empresa é um conceito abstrato, sem forma e sem alma, vincular a empresa em personagem de carne e osso é uma maneira de criar uma identidade e imagem junto ao Cliente.

Para continuar aprendendo com a Apple, sugiro que você assista aos vídeos abaixo; onde Steve Jobs fala para os formandos da Universidade de Stanford em 2005, uma aula de empreendedorismo que não se aprende na escola, só na vida.





0 comentários:

 

RESISTÊNCIA A MUDANÇAS - O FOGO.

RESISTÊNCIA A MUDANÇAS - A RODA.

CONVERSAR ON-LINE

RESISTÊNCIA A MUDANÇAS - O 1º PASSO É SEU.

RECEBA BOX H NO SEU E-MAIL.

Copyright 2008-2012 © HOME I Homero Fischer All Rights Reserved • Design by Dzignine