Keblinger

Keblinger

20 ações para melhorar seu negócio.

14 dezembro 2010
Quando se fala em melhorar coisas na empresa, o primeiro pensamento é o custo que isso vai ter. 

É típico de quem está vendo como modificar a floresta e esquecendo que a floresta é formada por árvores, se mexermos nas árvores altera-se o jeito da floresta.

As ações a seguir podem ser aplicadas em qualquer negócio, sem custo ou com um custo mínimo, funcionam e já foram testadas em inúmeras empresas, e na minha própria vida profissional. 


Coisas simples que podem melhorar o negócio, basta ter vontade de fazer e persistência na sua aplicação para ver os resultados.

1.  De um retorno (nem que seja para saber se está tudo ok) para todas as pessoas que entraram em contato com você ou estiveram na sua empresa, compradores ou não. Faça este retorno em no máximo 24 horas. Pense no impacto positivo que está ação pode gerar nos clientes.

2.  Pelo menos a cada 15 dias envie um e-mail com algum assunto interessante para as pessoas da sua base de contatos. Mas, atenção, não vale correntes, mensagens ppt e coisas deste tipo. Mostre que ele, o Cliente é importante para você.

3.  Crie uma base de contatos. Solicite a todos que entram em contato com você, pelo menos o nome, telefone e e-mail. Hoje na era digital, o e-mail é a maneira mais eficaz de entrar em contato com as pessoas. Após um ano você vai se surpreender com a quantidade de pessoas que você tem na sua base de contatos.

4.  Todo o dia tente algo novo na sua empresa, pode ser um jeito diferente de abordar os clientes, uma pequena alteração no procedimento de venda, a exposição do produto ou simplesmente uma mudança de mesas. Isto ajuda você a criar uma atitude de sair da zona de conforto.

5.  Pelo menos quatro vezes por ano coloque alguns clientes em uma sala e pergunte a eles onde você está errando, onde você está acertando, onde pode melhorar e quais as críticas deles. Faça a mesma coisa com os funcionários, amigos e familiares. Você vai descobrir coisas incríveis sobre sua forma de atuação.

6.  Procure participar de fóruns na internet que tenham haver com o que você faz.  É lá que estão seus potenciais clientes. Você está se mostrando para o público que interessa.

7.  Faça todo mês um evento e convide alguns clientes e potenciais clientes para participar. Não precisa ser nada grandioso só um pequeno café já é suficiente. Isto serve para marcar você na cabeça das pessoas. Por que as igrejas têm missa e cultos toda semana, para fazer os fieis lembrarem-se dos seus votos, se não fosse assim eles iriam embora.

8.  Coloque no seu site a foto de alguns clientes com alguma frase interessante sobre eles, renove estas fotos pelo menos uma vez por semana. Você mostra que seus clientes são amigos e não simples consumidores anônimos.

9.  Peça para os clientes darem seus depoimentos sobre como foram atendidos, qual a experiência deles com você, etc. Publique estes depoimentos no seu site, em um quadro mural na entrada da empresa, no prospecto, jornal, etc. Não esqueça, de pedir autorização para eles. Isto cria credibilidade, não é você falando que é bom, é o seu cliente falando.

10. Solicite indicações dos clientes com quem você fez negócio. Peça para ele indicar um amigo, parente, colega de trabalho. Agradeça a indicação enviando um cartão, e-mail ou algo mais concreto para eles. Uma coisa é entrar em contato com alguém aleatoriamente outra é entrar em contato por que foi indicado por um amigo, parente ou colega de trabalho. É meio caminho andado para vencer a barreira inicial em ouvi-lo.

11. Simplifique o seu processo de venda ou atendimento, deixe-o o mais fácil possível para o cliente comprar ou usar seu serviço. Isto vale para efetuar o pagamento, retirar o produto, etc. Não seja o complicador da comprar do cliente, facilita ao máximo ele comprar com você.

12. Nunca acredite e nem deixe seu pessoal acreditar em coisas como: o cliente não pode pagar, o negócio está 90% fechado, o cliente não vai gostar de você ou do produto, ele entende tudo sobre o que você faz ou sobre o produto, etc. Estás são suposições normalmente erradas e fazem a coisa começar com o pé esquerdo. Limpe estes pensamentos definitivamente dentro da empresa.

13. Crie um mecanismo, o mais simples e fácil possível para os clientes poderem reclamar, dar sugestões e fazerem críticas. Quando o cliente reclama ou faz uma critica, ele na verdade esta dizendo: “eu ainda estou disposto a fazer negócio com você, só que tem alguma coisa pegando.” Ele está dando mais uma oportunidade para você. É melhor você saber a critica do cliente e assim poder fazer algo, do que não saber e deixá-lo contar para um monte de gente. Não haja como avestruz.

14. A imagem da sua empresa perante os clientes depende 90% do seu pessoal de vendas e atendimento. Verifique diariamente o que seus vendedores e atendentes estão falando para os clientes. Veja como é o atendimento telefônico da sua empresa, como seu pessoal se apresenta, como abordam o cliente. Corrija imediatamente todas as coisas erradas, se não conseguir troque seu pessoal, afinal, a empresa é sua e as conseqüências negativas serão suas.

15. Faça parte de alguma associação de classe, grupo de empresários, confraria de empreendedores, etc. Não se isole, troque idéias com os outros, participe, se engaje, busque novas idéias, novas experiências, use a força do grupo. Lembre-se que a união faz a força, más está força da união também depende da sua participação.

16. Faça um show para entregar o seu produto ou serviço. A hora da entrega é a mais mágica para sua empresa, deve ser marcada como um momento único e relevante para o cliente. Pense bem; você já viu um casamento sem nenhuma festa, nem que seja um pequeno jantar.  Mesmo que o casal não tenha feito uma cerimônia religiosa e uma grande festa, sempre vai ter algum evento para marcar o momento. Você tem que usar este mesmo princípio, marcar o momento da concretização do negócio. Se você é dentista, tire uma foto do novo sorriso do cliente e entregue em um porta retrato, se você é advogado, convide seu cliente para um almoço e comunique o resultado positivo da pendência jurídica, se você vende automóvel entregue o veículo comemorando com champagne, se você tem um pequeno mercado entregue uma bala ou bombom quando o cliente passar pelo caixa. Não importa como, mas sim marcar o momento da entrega.

17.  Se você tem vendedor que constantemente diz que não vendeu por causa do preço, mande embora. Contrate um sem experiência e gaste tempo para treiná-lo do jeito que você quer. Não adianta ficar com aquela pessoa “experiente”, sim entre aspas, pois na grande maioria das vezes é só conversa. Crie seu próprio pessoal, do seu jeito. Lembre-se que falta de conhecimento técnico da para aprender, mas falta de atitude e empenho não. Melhor ficar sem vendedor, do que com vendedor que faz mais mal do que bem para seu negócio. Melhor só que mal acompanhado.

18.  As pessoas preferem comprar de pessoas e lugares felizes, com alto astrais e descontraídos. Analise o ambiente da sua empresa, é divertido, alegre, descontraído, as pessoas estão sempre sorrindo, dispostas. Se não for este ambiente ta na hora de mudar, e comesse por você, seja uma pessoa pra cima, alegre e sorridente. Crie ações de impacto positivas na sua empresa, pode ser um comprimento mais exagerado quando cliente entra, pode ser o tocar de uma buzina quando o cliente compra, falar obrigado em grupo quando o cliente sai; ser uma empresa séria não tem nada haver com ser alegre e divertido. Impacte seu cliente de maneira positiva, alegre e divertida, mas comece por você, se você está deprimido e pra baixo, nem vá trabalhar. O mundo já é cheio de tristezas não seja mais uma para o cliente. Crie uma ilha de alegria para seu cliente e sempre, mas sempre mesmo, sorria.

19.  Concentre todo seu esforço em atender o Cliente ideal para o seu negócio. O trabalho para vender R$ 100,00 ou R$ 100.000,00 é mesmo. Defina qual é o seu cliente ideal, quanto ele ganha, onde mora, como vive o que busca esse tipo de coisa. Aqui mesmo na BOX H você pode encontrar informações e ferramentas que podem ajudar se não achar nada entre em contato. Pense no seguinte, quem quer atender todo mundo, acaba não atendendo bem ninguém, então, defina qual é seu cliente ideal e a partir daí construa os mecanismos para poder encontrar, comunicar, abordar este cliente, ferramentas é que não faltam para isso (muitas de graça), porém, só trarão resultados se você souber o que está buscando.

20.   Hoje em dia disponibilidade é mais importante do que preço. As pessoas vivem ocupadas e sem tempo. Esteja sempre disponível para os clientes, isto não quer dizer que necessariamente você deve funcionar 24 horas por dia 7 dias por semana, em muitos casos isso é verdade. Disponibilidade é ter mecanismos que permitam o cliente falar com você a qualquer momento, diferentemente de há 20 anos, hoje mecanismos como as redes sociais (Facebook, Orkut, Twitter, etc), MSN, Youtube, Smartphones permitem qualquer pessoa estar disponível a qualquer hora, mesmo estando do outro lado do mundo. Use estes mecanismos a seu favor, coloque-se a disposição dos clientes, tenha um leque de opção para o cliente falar. As ferramentas estão aí, e melhor ainda de graça, só depende de você querer usar para incrementar seu negócio.

0 comentários:

 

RESISTÊNCIA A MUDANÇAS - O FOGO.

RESISTÊNCIA A MUDANÇAS - A RODA.

CONVERSAR ON-LINE

RESISTÊNCIA A MUDANÇAS - O 1º PASSO É SEU.

RECEBA BOX H NO SEU E-MAIL.

Copyright 2008-2012 © HOME I Homero Fischer All Rights Reserved • Design by Dzignine